sexta-feira, 29 de julho de 2016

Suspeito de envolvimento em paradeiro de diarista em Campos é procurado

Débora dos Santos Moura, de 33 anos, 
está desaparecida desde o último dia 5.


Portal dos Procurados pede informações sobre suspeito de envolvimento 
no desaparecimento de diarista em Campos. Foto: Divulgação.
O DIA

Rio - O Portal dos Procurados divulgou, na quinta-feira, um cartaz com a foto de Marcos Bruno Azevedo Carneiro Barbosa, o Bruno Lacraia. Ele é suspeito de envolvimento no desaparecimento da diarista Débora dos Santos Moura, de 33 anos. A mulher foi vista pela última vez há 23 dias em Campos. Segundo a polícia, ela teria sido sequestrada por Bruno Lacraia quando levava seu filho à creche, no bairro Vivendas do Coqueiro, na manhã do último dia 5, por volta das 08:00hs. Neste momento, a vítima foi abordada pelo seu ex-companheiro, sendo obrigada a entrar em um carro modelo Chevette, de cor bege. De acordo com as investigações, o homem a agredia e, depois de separados, por duas ocasiões, ele a ameaçou de morte. Débora foi casada com ele por três, tendo um filho. As buscas pela continuam pelo corpo da vítima.

Na manhã da quinta-feira, policiais fizeram novas investidas em um possível local onde estaria o corpo de Débora, mas nenhum vestígio foi encontrado. A polícia informou ainda que, em 2015, Marcos Bruno tentou matar um homem no bairro da Penha, em Campos, sendo que o seu parceiro foi preso, mas ele conseguiu fugir. Contra ele por esta tentativa de homicídio, foi expedido um mandado de prisão, pelo Juízo do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Em sua ficha criminal constam ainda anotações por: tráfico de drogas, homicídio e lesão corporal culposa na Direção de Veículo Automotor. Ele ainda teve passagem pelo sistema penitenciário, em 2013, saindo em novembro do mesmo ano, da Cadeia Pública Dalton Crespo de Castro.

Quem tiver qualquer informação a respeito de Marcos Bruno Azevedo Carneiro Barbosa, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram dos Procurados (21) 96802-1650; pelo Facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/ou pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177. Todas as informações a respeito do caso serão repassadas a Delegacia Atendimento à Mulher – DEAM/Campos, que está encarregada do inquérito policial do caso.

http://odia.ig.com.br/