segunda-feira, 6 de março de 2017

Petição pede que Bruno conte à mãe de Eliza Samudio onde está o corpo da filha

Mais de 17 mil pessoas já assinaram o documento até esta segunda-feira.


O DIA

Rio - Um manifesto online nomeado de "Somos Todos Vítimas Unidas" pede para os clubes de futebol não contratem o goleiro Bruno. Além disso, o documento também solicita que o jogador conte a mãe de Eliza Samudio onde está o corpo da filha. A petição diz acreditar na “regeneração dos sentenciados”, entretanto, exige que Bruno entenda que uma “condição para demonstrar seu real arrependimento é dizer à mãe de Eliza onde está sua amada filha, para um enterro digno”. Mais de 17 mil pessoas já assinaram o documento até este segunda-feira.

No dia 24 de fevereiro, o ex-goleiro Bruno deixou a Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) de Santa Luzia, na Grande Belo Horizonte, onde cumpria pena de 22 anos e três meses de prisão pelo sequestro, assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samudio, com quem teve um filho. A defesa do jogador conseguiu o habeas corpus para que o atleta fosse libertado.

http://odia.ig.com.br