quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Guarda Municipal multa 316 motoristas no primeiro dia útil de faixas olímpicas

Segundo a CET-Rio, vias que sofreram maior impacto 
foram a Linha Amarela e a Avenida das Américas.


Na Avenida Brasil, não foi difícil ver carros particulares 
invadindo as faixas da família olímpica e dos ônibus.
GUSTAVO RIBEIRO

Rio - No primeiro dia útil das faixas de trânsito dedicadas à família olímpica, os cariocas sentiram que nem só de empolgação vive a cidade dos Jogos. Foi preciso paciência para enfrentar os engarrafamentos em importantes vias. Segundo a Guarda Municipal, 316 motoristas foram multados ontem por invadir as pistas especiais. No domingo, foram 266. De acordo com a CET-Rio, as vias que sofreram maior impacto foram a Linha Amarela, com redução de 52% na velocidade média (a média registrada ontem foi de 12 km/h, e o típico é 26 km/h), e Avenida das Américas, com redução de 26% (a média foi de 11 km/h, e normalmente é de 15 km/h). No conjunto das vias com faixas olímpicas, no entanto, a CET-Rio diz que houve melhora geral de 8% na velocidade média.

O designer gráfico Leandro Gonçalves, 32 anos, que mora em Del Castilho e trabalha na Barra da Tjuca, desistiu de seguir viagem por causa do trânsito caótico na Linha Amarela e voltou para trabalhar em casa. “Saí às 07:30hs., e, em uma hora, só consegui avançar um trajeto que faço em cinco minutos. A prefeitura pensa em agradar exclusivamente o público dos Jogos”, reclamou.

A Guarda Municipal informou ontem que multas por desrespeitar as faixas prioritárias (corredores BRS e faixas seletivas destinados à família olímpica, ônibus e táxis, sinalizados com a marca Rio 2016 e faixa contínua ou tracejada azul), implantadas no dia 25 de julho, é de R$ 191,54. Já nas dedicadas (autorizadas apenas a veículos autorizados e sinalizadas com faixa verde e a marca Rio 2016), é de R$ 85,13. Na semana passada, o Tribunal de Justiça impediu a Prefeitura do Rio de aplicar multa de R$ 1.500,00 para os veículos não credenciados que invadissem as faixas, como tinha sido anunciado pelo prefeito Eduardo Paes.

http://odia.ig.com.br/