segunda-feira, 11 de julho de 2016

Cartaz de alerta da Abin ao terrorismo vira alvo de críticas nas redes sociais

Forma como agência padronizou suspeitos foi ironizada. 
'Terrorista que se preze se veste como quer', disse internauta.


Abin levantou polêmica na Internet com cartaz 
divulgado sobre prevenção ao terrorismo.
O DIA

Rio - Visando alertar o brasileiro contra o terrorismo, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) divulgou em sua página no Facebook um cartaz que mostra uma imagem do que seria o perfil de um terrorista em potencial. Nele, a Abin explica que se alguém vir uma pessoa usa mochilas ou roupas destoantes do clima deve denunciar a um agente de segurança. O aviso virou alvo de ironia entre internautas, que pontuaram que a visão da agência é ultrapassada. Rapidamente, seguidores não perdoaram e uma internauta pontuou, na publicação da última sexta-feira: "Um terrorista que se preza tem a aparência que ele quiser". "Cuidado ao ver um homem vestindo paletó e se dirigindo ao Congresso Nacional, muitos parecem trabalhadores, mas não se engane com suas bolsas destoantes e intenso nervosismo", ironizou um homem. Uma mulher relatou que seu filho com transtorno de ansiedade e usa moletom e outras roupas que se encaixam justamente no critério terrorista da Abin. "Se fossem mesmo de inteligência nem teriam postado essa besteira!(...) Agora você vão promover uma caça as bruxas com quem não estiver vestido no padrão de quem estiver vendo ? Estamos perdidos mesmo", criticou a internauta.

"Pessoas suspeitas: Utilizam roupas, mochilas e bolsas destoantes das circunstâncias e do clima. Agem de forma estranha e demonstram intenso nervosismo. Comunique o fato ao agente de segurança mais próximo", diz a íntegra do aviso da Abin.

http://odia.ig.com.br/