sexta-feira, 10 de junho de 2016

25 De Junho, 1918: Neva Em São Paulo


Não há registro de fotos que comprovam a neve, apenas 
essa foto no Largo do Paissandu por volta de 1918.

Aconteceu uma única vez, mas aconteceu. No dia 25 de junho de 1918, nevou no Estado de São Paulo, onde as temperaturas chegaram a até 12º negativos. Na capital, poças de água, em plena Avenida Paulista – um dos cartões postais da cidade – amanheceram congeladas. E a neve foi vista em plena capital paulista. No restante do Estado, cidades inteiras ficaram sem água, pois a baixa temperatura fez com que ela congelasse nos canos. E a paisagem ficou repleta de camadas de gelo, chegando a ser possível atravessar um pequeno córrego no qual se formou uma espessa camada de gelo, na cidade de Cunha.

Segundo os céticos, o que aconteceu em São Paulo, no ano de 1918, não foi neve, pois não haviam nuvens carregadas, o que impossibilitava a formação de neve, em compensação ocorriam fortes nevoeiros. Um destes nevoeiros teria ocorrido na madrugada do dia 25 de junho de 1918, que, somado a baixa temperatura da capital, 1,2º negativos, fez com que as gotículas de água do nevoeiro congelassem. Formaram então uma espécie de farofa, que se desfazia antes mesmo de tocar o chão.

Fonte: Histórica
http://radiosbn.com.br/