quarta-feira, 25 de maio de 2016

Tempo deve melhorar no feriado, mas volta a esfriar

Chuva fina e queda na temperatura não desanimam 
turistas. Lojas devem abrir para recuperar prejuízo na crise.


A peruana Vitória não se importou com o tempo 
chuvoso em Copacabana. “É tudo muito lindo”, disse.
O DIA

Rio - Depois de registrar a madrugada mais fria do ano — os termômetros marcaram 13.4 graus na Vila Militar —, cariocas e visitantes podem esperar um tempo melhor entre hoje e amanhã, feriado de Corpus Christi. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), porém, na sexta-feira o clima volta a piorar, com chuva e ventos com rajadas, permanecendo assim até segunda-feira. O Centro de Hidrografia da Marinha mantém o alerta de ressaca no mar até as 21:00hs., de hoje, com as ondas podendo atingir três metros de altura. A previsão é de céu nublado a encoberto com chuva fraca em áreas isoladas e temperatura em declínio. O tempo frio não desanimou a turista peruana Vitoria Pizzara, que chegou ao Rio há uma semana. “Estou achando tudo lindo e adorando esse clima chuvoso. Aonde eu moro também é outono, mas faz muito calor”, comentava ela, enquanto tirava uma foto com a estátua do poeta Drummond de Andrade, em Copacabana, onde os termômetros marcavam 23 graus.

A moradora do Vidigal, Maria da Glória, de 40 anos, também não vê tempo ruim quando o assunto é vendas. A camelô aproveita os dias chuvosos para vender guarda-chuvas no Leblon e garante ter preço para todos os tipos de bolsos. “Tenho guarda-chuvas de R$ 18,00 a R$ 20,00 e por aí vai. Depende se a pessoa quer manual, automático e também do design”.

Os bancos ficarão fechados amanhã e voltam a funcionar normalmente na sexta-feira. Já no comércio, a decisão de abrir amanhã é facultativa. Ou seja, depende de cada lojista. No entanto, o presidente do Clube dos Diretores de Lojistas (CDL), Aldo Gonçalves, acredita que grande parte dos comerciantes vão abrir as portas e aproveitar a circulação de pessoas, especialmente em lojas localizadas próximo às procissões.

Reportagem da estagiária Julianna Prado
http://odia.ig.com.br/