segunda-feira, 9 de maio de 2016

Ministério tem recursos para Samu e Farmácia Popular somente até agosto

A dificuldade no pagamento de contas é fruto de redução R$ 5.500.000.000,00 no orçamento para o Ministério da Saúde em 2016.


O DIA

Rio - Os recursos para Farmácia Popular e para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) são suficientes somente até agosto, informou ontem ministro da Saúde em exercício, Agenor Álvares da Silva. O programa Farmácia Popular oferece medicamentos para rinite, colesterol, mal de Parkinson, glaucoma, osteoporose, anticoncepcionais e fraldas geriátricas para pacientes carentes. Depois de agosto, “será preciso encontrar uma forma de pagamento”, disse Agenor Álvares.

O ministro contou ainda que os recursos não serão suficientes para honrar compromissos de procedimentos hospitalares de média e alta complexidade, como cirurgias. A dificuldade no pagamento de contas é fruto de redução R$ 5.500.000.000,00 no orçamento para o Ministério da Saúde em 2016.

http://odia.ig.com.br/