quarta-feira, 6 de abril de 2016

Oito escolas estaduais já são ocupadas por estudantes

Colégios Dr. João Nery, Matias Neto e a Escola Técnica 
Estadual Hélber Vignoli Muniz aderiram ao movimento.


A Escola Técnica Hélber Vignoli Muniz, em Saquarema, está ocupada.
TÁSSIA DI CARVALHO

Rio - Subiu para oito o número de escolas ocupadas por estudantes no Estado do Rio. Três unidades estaduais— os colégios Dr. João Nery, em Mendes, Matias Neto, em Macaé, e a escola Técnica Estadual Hélber Vignoli Muniz, em Saquarema, na Região dos Lagos, que pertence à rede da Faetec — também aderiram ao movimento estudantil. A unidade da Faetec foi tomada na terça-feira. Os protestos começaram pelo Mendes de Moraes, na Ilha do Governador, há duas semanas, e seguiu pelo Gomes Freire de Andrade, na Penha, ocupado na semana passada e se espalhou na segunda-feira, com as adesões do Heitor Lira, na Penha, Visconde de Cairu, no Méier e Euclydes Paulo da Silva, em Maricá. Pelas redes sociais, os alunos do Matias Neto publicaram vídeo em que justificam a decisão de terem assumido a unidade. “Estamos sofrendo com a precarização do estado”, afirmou um estudante. Foi também na rede que os alunos da primeira escola da Faetec ocupada se manifestaram. Alunos, professores e funcionários também protestaram, pelas ruas de Saquarema, contra a falta de repasse de verbas, falta de merenda, atraso no pagamento dos terceirizados e o parcelamento do 13º.

A Secretaria de Estado de Educação esclareceu em nota que o secretário, Antonio Vieira Neto, já recebeu alunos representantes de colégios ocupados e do sindicato (Sepe), com o objetivo de ouvir reivindicações. Segundo o órgão, as demandas passadas pelas unidades escolares serão analisadas caso a caso, após a desocupação e que não vê nas lideranças interesse na desmobilização.

http://odia.ig.com.br/