quinta-feira, 7 de abril de 2016

Número de casos suspeitos de Zika no Rio é seis vezes maior que o conhecido

Secretaria refez as contas, a partir de novos dados enviados pelos municípios, e os registros passaram de 4 mil em março para 24 mil em abril.


Dengue dobra em relação a 2015 e algumas cidades vivem epidemia.
O DIA

Rio - O número oficial de casos suspeitos de zika no Rio este ano é seis vezes maior do que era conhecido pela população. A Secretaria estadual de Saúde refez as contas, a partir de novos dados enviados pelos municípios, e os registros passaram de 4.289 em 22 de março, para 24.600 no dia 1º de abril. Do total, 17.799 casos foram confirmados e 105, descartados. Os casos de chikungunha dobraram no período. Eram 235 até 22 de março e passaram a 469. Do total, 123 se confirmaram e 22 foram descartados. O secretário de Vigilância em Saúde, Alexandre Chieppe, explicou que os municípios vinham informando dados sobre as doenças por meio de tabelas de Excel, e não pelo formulário online do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan). O primeiro registro de zika no estado ocorreu há um ano, mas a doença só se tornou de notificação obrigatória há dois meses. “Pode ser que municípios estejam lançando só agora dados do início do ano, quando a notificação ainda não era compulsória”, avaliou.

O número de casos suspeitos de dengue este ano já é o dobro do mesmo período de 2015. De 1º de janeiro a 5 de abril deste ano foram 36.797, aumento de 16% em relação à semana anterior, com uma morte confirmada. No mesmo período de 2015, foram registrados 18.159 casos suspeitos. E, ao longo de 2015, foram 71.791 registros da doença e 23 mortes. Segundo Chieppe, há epidemia de dengue em municípios das regiões Serrana e Noroeste. Foram instalados centros de hidratação em Campos, Nova Friburgo, Cordeiro, Iguaba e Araruama. Chieppe destacou que, historicamente, o Rio tem picos de transmissão da dengue em abril. “Já esperamos aumento maior de casos para este mês”, disse à ‘Agência Estado’.

http://odia.ig.com.br/