terça-feira, 18 de julho de 2017

Neto de Getúlio Vargas se suicida.

Junto ao corpo, que foi encontrado num dos quartos do apartamento por uma funcionária 
da família por volta de 09:00hs, foram achadas uma arma e uma carta dirigida para a família.



Getúlio Dornelles Vargas Neto repetiu gesto do avô e também do pai.
O DIA

Brasílio - Getúlio Dornelles Vargas Neto, de 61 anos, que era neto do ex-presidente Getúlio Vargas, foi encontrado morto na segunda-feira no apartamento em que morava, em Porto Alegre (RS). A polícia registrou o caso como suicídio e abriu inquérito para apurar a morte. Junto ao corpo, que foi encontrado num dos quartos do apartamento por uma funcionária da família por volta de 09:00hs, foram achadas uma arma e uma carta dirigida para a família. A polícia acredita que ele tenha morrido na madrugada de segunda-feira. O suicídio é uma marca da família Vargas. Além do avô, que acabou com a própria vida no exercício do mandato de presidente, no dia 24 de agosto de 1954, durante uma grave crise política, o pai de Getúlio Neto, Manuel Antônio Sarmanho Vargas, o Maneco, se matou em 1997, aos 79 anos, com um tiro no peito, assim como havia feito o pai.

Getúlio Neto atirou contra a própria cabeça. Ele morava com uma das filhas — que está em viagem aos Estados Unidos — no bairro de Moinhos de Vento. Segundo informações da polícia gaúcha, ele, que trabalhava na administração de empresas da família, sofria crises de depressão. Getúlio Vargas Neto deixa uma companheira e quatro filhos. O advogado foi um dos fundadores do PDT e, mais tarde, filiou-se ao PPS.

http://odia.ig.com.br