terça-feira, 13 de junho de 2017

MÍRIAM LEITÃO RELATA TER SIDO ALVO DE AGRESSÕES VERBAIS.


247 - A jornalista Míriam Leitão, comentarista de política da Globonews, do portal G1 e colunista do jornal O Globo, disse ter sido alvo de ataques verbais por parte de delegados do PT durante um voo da Avianca que seguiu de Brasília para o Rio de Janeiro no último dia 3 de junho. Segundo Míriam, ela foi xingada, ameaçada e chamada de "terrorista" pelos petistas. Na data, o PT realizava o último dia do Congresso da legenda. Em sua coluna, ela relatou que as agressões partiram de "homens e mulheres representantes partidários", "alguns já em seus cinquenta anos", não "jovens militantes". Ataques, segundo ela, aconteceram por cerca de duas horas, tempo de duração do voo.

Ao ser chamada de terrorista, a jornalista lembrou que este foi o termo usado pela ditadura militar para desqualificá-la e prendê-la. Míriam disse ainda que a tripulação da aeronave permaneceu "inerte" diante das agressões. Ela recusou um convite do comandante para se sentar à frente do avião. A colunista diz ainda que "não acha que o PT é isso", mas ressalta que "os protagonistas desse ataque de ódio eram profissionais do partido".

http://www.brasil247.com