segunda-feira, 27 de março de 2017

Carne Fraca: mais dois frigoríficos são interditados no Paraná

Ministério da Agricultura fecha Souza Ramos e Transmeat, alvos da 
operação da Polícia Federal. Peccin também havia sido interditada.


Mais duas unidades frigoríficas alvos da Operação Carne Fraca, o 
Souza Ramos, em Colombo, e Transmeat, em Balsa Nova, ambos no Paraná.
AGÊNCIA BRASIL

Paraná - O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) anunciou nesta segunda-feira a interdição de mais duas unidades frigoríficas alvos da Operação Carne Fraca, o Souza Ramos, em Colombo, e Transmeat, em Balsa Nova, ambos no Paraná. Os dois frigoríficos estão entre os 21 investigados na operação da Polícia Federal (PF), deflagrada dia 17 de março para apurar suspeitas de irregularidades na produção de carne processada e derivados, bem como na fiscalização do setor. Outras três unidades já haviam sido interditadas pelo ministério há dez dias. As unidades da Peccin Agro Industrial em Curitiba (PR) e Jaraguá do Sul (SC), onde são produzidos embutidos (mortadela e salsicha), e da BRF (dona das marcas Sadia e Perdigão, entre outras), em Mineiros (GO), onde é feito o abate de frangos.

O ministério não especificou os motivos das novas interdições. O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, concederá entrevista coletiva esta tarde para apresentar um balanço da operação. Os três frigoríficos interditados, e os respectivo selos do Serviço de Inspeção Federal, são: SIF 2155 (Peccin), SIF 4040 (Souza Ramos) e SIF 4644 (Transmeat).

http://odia.ig.com.br