segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Sem PM nas ruas, capixabas denunciam crimes e pedem socorro nas redes sociais

Paralisação da Polícia Militar e dos Bombeiros desencadeou onda de violência em cidades do Espírito Santo.


Sem PM nas ruas, capixabas denunciam crimes e pedem socorro nas redes sociais.
O DIA

Espírito Santo - Moradores de diversas de cidades do Espírito Santo foram ao Twitter denunciar a onda de violência que acomete o estado após a paralisação das atividades da Polícia Militar. A greve dos PMs faz parte de um protesto de familiares e amigos dos agentes, que acontece com manifestações em ao menos 30 municípios, desde a última sexta-feira. Na rede social, com a hashtag #ESpedesocorro - já entre as mais mencionadas do Twitter - os capixabas mostram lojas saqueadas e vítimas da violência em cidades como Cachoeiro do Itapemirim e a capital, Vitória, que nesta segunda-feira suspendeu o funcionamento das escolas municipais no período da manhã e de todas as unidades de saúde.

Alguns internautas também reclamam da cobertura da imprensa, que segundo eles, é insuficiente. Outros lembram do filme "Uma noite de crime", quando as autoridades autorizam a população a cometer crimes por 12 horas. Também tem espaço para críticas aos políticos, como o governador Paulo Hartung (PMDB), que está de licença médica.

http://odia.ig.com.br/