terça-feira, 20 de setembro de 2016

Marcelo Freixo, Pedro Paulo e o tempo na TV


Marcelo Freixo e Pedro Paulo.

Analistas observam que, nesta reta final das eleições, os candidatos com pouco tempo na TV vão registrar acentuada queda nas intenções de voto. Eles citam como exemplo o candidato do Psol no Rio, Marcelo Freixo, que tem 11 segundos, em contraponto com o candidato do PMDB, Pedro Paulo, que tem três minutos e 30 segundos. Para os analistas, estes, com mais tempo, tendem a crescer. De acordo com as últimas pesquisas, Freixo e Pedro Paulo estão empatados, com 9% das intenções de voto. A diferença, no caso dos dois, está justamente nos índices de rejeição. Pedro Paulo lidera o ranking no Rio de Janeiro com 36%, de acordo com pesquisa Ibope divulgada no último dia 14. Marcelo Freixo aparece em 7º, com 18%.

Faltou aos analistas que fizeram a observação sobre as tendências baseadas no tempo de TV levar em conta também esses índices. Um eleitor só pode rejeitar algo que ele já conhece. Se Pedro Paulo é o candidato com maior rejeição, quanto mais tempo ele aparecer na televisão, maior será a proporção de sua rejeição. Assim como Pedro Paulo, Freixo também é bem conhecido no Rio de Janeiro. E tem um índice de rejeição bem menor. Portanto, será pouco provável que o pouco tempo na TV tire seus votos.

http://www.jb.com.br/