segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Portal pede informações sobre suspeitos de matar PM em Nova Iguaçu

Segundo a polícia, trio também seria responsável por roubos 
na região e teria envolvimento com o tráfico de drogas.


Portal dos Procurados divulgou cartaz, nesta sexta-feira, pedindo informações 
sobre acusados de envolvimento na morte de policial militar em Nova Iguaçu
Foto: Divulgação.
O DIA

Rio - O Portal dos Procurados divulgou, na sexta-feira, um cartaz pedindo mais informações sobre os suspeitos de participar da morte do policial militar Delaney da Silva Barbosa. O crime ocorreu no "Bar Bella's", no bairro Rosa dos Ventos, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, no dia 23 de julho. Na ocasião, o PM, que era lotado no Grupamento de Policiamento Ferroviário do 5º BPM (Praça da Harmonia), chegou a ser socorrido, mas não resistiu. Segundo investigações da Delegacia de Homicídios da Baixada (DHBF), o policial foi assassinado após ter sido reconhecido por Lucas Rodrigues da Silva Falcão, de 19 anos, conhecido como Buchecha; Matheus Falcão Pinheiro Guimarães, de 19 anos, o Matheuzinho; e Wallace Jefferson Marinho, de 18 anos, também conhecido como Jogador. De acordo com a polícia, os suspeitos ainda são acusados de praticar roubos e de integrar o tráfico de drogas da região.

No último dia 27, um dos quatro envolvidos foi preso. Alex Pereira de Souza, de 22 anos, conhecido Lequinho, foi capturado próximo ao local do crime, em cumprimento a um mandado de prisão. A polícia informou que Alex confessou o crime em depoimento e contou como tudo aconteceu. Contra os acusados foi expedido mandado de prisão, pelo Juízo do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, 4° Cartório da 4ª Vara Criminal, com pedido de prisão Temporária de 30 dias, pelos crimes de homicídio qualificado, crime tentado e homicídio simples.

Quem tiver qualquer informação a respeito dos acusados, pode denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram dos Procurados (21) 96802-1650; pelo facebook/(inbox), endereço:
https://www.facebook.com/procurados.org/ou pelo mesa de atendimento do
Disque-Denúncia (21) 2253-1177. Garantimos o Anonimato.

http://odia.ig.com.br/