quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Movimentos sociais organizam atos para o dia da abertura das Olimpíadas

Manifestações vão ocorrer em Copacabana e próximo ao Maracanã.



Protesto está sendo divulgado pelas redes sociais.
Jornal do Brasil

O dia da abertura das Olimpíadas promete ser marcado por atos pela cidade. As organizações Frente Povo Sem Medo, Frente Brasil Popular, Frente de Esquerda Socialista, Plenária dos Trabalhadores em Luta e a CSP-Conlutas planejam um ato para a próxima sexta-feira (5), às 11:00hs., em frente ao Copacabana Palace, na zona sul. O objetivo é protestar contra o presidente interino Michel Temer, a retirada de direitos e as mudanças nas regras da aposentadoria e na legislação trabalhista. "O Rio de Janeiro, que está sob holofotes do mundo todo, vive uma verdadeira Calamidade Olímpica. Obras absurdas feitas por empreiteiras como as da Vila Olímpica. Caos na educação e na saúde pública, com diversas mobilizações dos estudantes e professores, intencionalmente ignoradas pela imprensa. Mais violência contra a população, com Exército e Força Nacional nas ruas. E a especulação imobiliária, que produz aumento dos aluguéis e remoções contra os mais pobres, como no caso da Vila Autódromo. Esse é o Rio de Janeiro dos Jogos Olímpicos!", escreveram os movimentos sociais em convocatória.

Ato no Maracanã
Ainda na sexta-feira (5), às 14:00hs., diversos movimentos sociais, sindicais e estudantis vão compor o ato 'Rio 2016, os Jogos da Exclusão'. A concentração vai ocorrer na Praça Saens Peña, bem perto do Maracanã, onde, mais tarde, vai ocorrer a abertura oficial das Olimpíadas. De acordo com a convocação, o objetivo do protesto é denunciar as "violações de direitos, as ilegalidades cometidas em nome de interesses privados e contra a população".

http://www.jb.com.br/