terça-feira, 14 de junho de 2016

Romário, Rodrigo Maia e Jutahy Júnior deverão ser investigados pelo STF

Eles são suspeitos de terem recebido doações de 
empreiteiras para campanha eleitoral de 2014.


Romário poderá ser investigado pelo STF.
O DIA

Brasília - A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar o senador Romário (PSB-RJ), e os deputados federais Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Jutahy Júnior (PSDB-BA), por causa de eleições de 2014. Os pedidos serão analisados pelo ministro Luiz Fux. De acordo com informações da revista Época, Romário teria recebido R$ 100.000,00 da empreiteira Odebrecht. A suspeita começou após mensagens de celular trocadas entre Marcelo Odebrecht e seu subordinado Benedicto Barbosa da Silva Júnior, que é um dos principais executivos da empreiteira e também foi preso na Operação Lava Jato. De acordo com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a conversa entre os dois empresários é um "indício da prática habitual e sistemática de pagamento de propina".


Segundo a revista, o diálogo cita os R$ 100.000,00 a Romário, mas oficialmente não houve doações ao parlamentar. A investigação ainda é inicial e sigilosa. Este caso será investigado para saber se houve corrupção e lavagem de dinheiro. O pedido de Janot já foi encaminhado ao ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no STF Já o deputado Rodrigo Maia aparece em mensagens com o ex-presidente da construtora OAS, Léo Pinheiro. "A doação de R$ 250.000,00 vai entrar?", pergunta o parlamentar ao empreiteiro. Após dez dias desta mensagem, o deputado volta a dizer "se tiver ainda algum limite para doação, não esquece da campanha aqui". De acordo com a Época, o Ministério Público descobriu que deputado Jutahy Júnior marcou uma reunião com Pinheiro em um dia e, logo no dia seguinte, recebeu a doação de R$ 30.000,00. Procurados pela reportagem, os parlamentares ainda não se pronunciaram sobre o caso.

http://odia.ig.com.br/