quinta-feira, 23 de junho de 2016

Professores protestam em frente à casa do governador em exercício do Rio

Docentes da Uerj tentaram tomar café da manhã nesta 
quinta-feira com Francisco Dornelles, mas foram ignorados.


Manifestantes renomearam rua onde mora o governador, no Jardim Botânicio.
TIAGO FREDERICO

Rio - Endereço da residência do governador em exercício do Rio, Francisco Dornelles, a Rua Itaipava, no Jardim Botânico, Zona Sul da cidade, foi renomeada, nesta quinta-feira. Em ato encabeçado por cerca de 40 professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), a via recebeu a seguinte denominação: "Rua do Calote". O termo faz referência aos atrasos no pagamento de salários e também de repasses para a instituição. Devido à greve dos docentes, alunos da Uerj ainda não tiveram uma sequer aula neste ano. Durante o protesto, até uma placa com o rosto do governador foi afixada em um poste que fica em frente ao prédio de número 18, com o objetivo de alertar aos moradores da região sobre a "mudança" no nome da via. O ato desta quinta-feira foi organizado pela Associação de Docentes da Uerj (Asduerj), com a intenção de surpreender o governador.


"Chegamos por volta das 06:30hs., e ficamos esperando o Dornelles aparecer para tomar um café com ele, mas o governador passou direto e não nos recebeu. Ele deu apenas um 'tchauzinho' de dentro do seu carro e foi embora com o Ademário (seu motorista)", reclamou o diretor da Asduerj, Paulo Alentejano. Ontem, a frase 'Vamos embora, Ademário' viralizou nas redes sociais. Isto porque, ao ser questionado por repórteres sobre o destino dos R$ 3.000.000.000,00 doados pelo governo federal, o governador não soube dar uma resposta, pedindo ao seu motorista que deixasse o local. "Estamos lutando pelo pagamento de nossos salários. Neste mês, só recebemos a metade. Dornelles prioriza as Olimpíadas e se esquece da educação", criticou Paulo Alentejano.

A Polícia Militar enviou duas viaturas e um camburão para acompanhar o ato e disse que não houve registro de confusão. Nsta tarde, um ato-aula, com o tema "Estado de Calamidade na Saúde e na Educação do Rio de Janeiro", está previsto para acontecer na Praça Pio XI, perto do Hospital da Lagoa e próximo à casa do governador.


PM enviou ao menos duas viaturas e um camburão para acompanhar manifestação.

Num evento divulgado nas redes sociais, os organizadores disseram que hoje tem chá com "o governador mais amado do Brasil". "Que dá calote nos servidores, mas gasta 3.000.000.000,00 bilhões nas Olimpíadas", explicam os manifestantes. O evento deve começar às 15:00hs. Além de professores, alunos, servidores e aposentados estão convidados para o ato. A descrição do evento na rede social descreve, de forma irônica, Francisco Dornelles como "o governador que faz banquete de salmão com molho de framboesa, mas distribui comida podre nas escolas... O governador que pega empréstimo para obras faraônicas dos Jogos, mas deixa a Uerj, escolas e hospitais fecharem... O governador que fechou o IML.... O governador que não pagou os aposentados... O governador mais lúcido, competente e comprometido do país! O governador olímpico: Francisco Dornelles".


Manifestantes teceram críticas ao governo do Rio de Janeiro.
http://odia.ig.com.br/