sexta-feira, 17 de junho de 2016

Duas mulheres são baleadas na Avenida Brasil, próximo à Fiocruz

Polícia suspeita que carro tenha entrado na Vila do João e 
bandidos atiraram. A outra vítima estava dentro de ônibus.


Palio verde onde estava um casal foi atingido por quatro tiros
BRUNA FANTTI

Rio - Duas mulheres foram baleadas na Avenida Brasil, próximo à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no início da noite de quinta-feira. De acordo com policiais militares da Companhia da Maré, uma das vítimas, identificada como Maria Lucila Barbosa Araújo, de 49 anos, foi ferida na perna direita, dentro de um veículo em que estava, com placa de Manaus. A polícia acredita que o condutor do veículo tenha errado o caminho e entrado na Vila do João e, por isso, foi alvo de disparo de traficantes locais. Uma outra mulher, identificada como Fernanda Pereira da Silva, de 27 anos, que estava dentro de um ônibus da linha 335 (Cidade Alta x Praça Tiradentes), foi ferida por uma bala perdida na mão esquerda. As vítimas foram socorridas no Hospital Geral de Bonsucesso, na Zona Norte, e segundo a unidade, o estado de saúde de ambas é estável. Segundo relato de moradores da Vila do João à policiais, um grupo de moradores teria dito que traficantes teriam confundido o veículo, achando que conduzia traficantes rivais. O carro do casal, um Palio verde, foi perfurado por pelo menos quatro tiros.

Na terça-feira, balas perdidas foram parar dentro da área da Fiocruz. Uma delas, na creche onde ficam os filhos dos funcionários. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, os projéteis eram de uma pistola calibre 45. Um deles atingiu o telhado da creche da unidade. O outro acertou o para-brisa de um veículo. Também na Avenida Brasil, na altura de Manguinhos, no dia 7 de maio deste ano, quatro pessoas foram baleadas depois de um tiroteio envolvendo policiais e traficantes. Os criminosos conseguiram fugir depois de abandonar o carro em que estavam na frente da Fiocruz.

http://odia.ig.com.br/