quarta-feira, 22 de junho de 2016

Clientes ficam presos dentro de agência bancária no Flamengo

Porta automática desceu e eles precisaram chamar a polícia e bombeiros. 'Se fosse uma senhora de idade?', disse um deles.


Clientes precisaram sair por pequena abertura feita 
na porta da agência bancária do Itaú, no Flamengo.
ADRIANO ARAÚJO

Rio - Dois clientes do Banco Itaú passaram por uma situação um tanto quanto constrangedora na noite desta segunda-feira. Eles estavam dentro da agência localizada na Rua Marquês de Abrantes, no Flamengo, na Zona Sul, quando simplesmente a porta automática começou a descer, os deixando presos no local por cerca de 50 minutos. "Estava sacando dinheiro eu e tinha mais um cliente. De repente porta automática fechou e ficamos trancados dentro do banco. Ficamos sem saber o que fazer e ninguém abriu", disse o cientista social Bernardo Bortolotti, de 29 anos, que também falou que a porta costuma fechar às 22:00hs., mas ainda eram 20:00hs. Ele disse que não havia ninguém do banco dentro do espaço e entrou em contato com o Itaú através do aparelho telefônico que é disponibilizado para os clientes dentro da agência, mas a atendente não conseguiu ajudá-los. "Quando ela viu que não tinha o que fazer, pediu para chamar a polícia e os bombeiros", contou.

Uma multidão estava do lado de fora e queriam até arrombar a porta, mas os dois, apesar do desespero de ficarem presos no local, não deixaram. Tanto a PM quanto o Corpo de Bombeiros foram acionados e eles saíram por uma pequena abertura feita na porta. Eles pretendem acionar a Justiça pelo transtorno. "Foi um constrangimento para a gente. Se fosse uma senhora de idade? Era uma fresta bem pequena, difícil de passar. Imagina uma pessoa com problemas de ficar em lugar fechado. Até agora ninguém procurou a gente", desabafou Bernardo.

O estudante de jornalismo Felippe De Luca, de 25 anos, foi quem gravou os vídeos dos momentos de tensão dentro do banco. Ele realizava depósitos bancários e um dos envelopes ficou preso na máquina, atrasando sua saída e fazendo com que ficasse preso no local. "Nem vi a porta descendo. É silenciosa, estava no finalzinho e não deu para correr. Perdi a aula, estou em semana de provas e só cheguei 22:00hs., da noite em casa. Foi constrangedor, todo mundo do lado de fora olhando e tirando fotos", relatou.

Em nota, o Itaú Unibanco lamentou o transtorno causado aos clientes. O banco afirmou ainda que foi uma falha pontual e já está em contato com o fabricante para diagnóstico da causa.



http://odia.ig.com.br/