terça-feira, 10 de maio de 2016

Sem segurança, obras dos Jogos Olímpicos são embargadas

MPT abriu inquérito para apurar condições dos operários 
nos canteiros. Em 15 meses, 11 profissionais já morreram.


Na Vila dos Atletas, na Barra, obras foram paradas após acidentes.
MARLOS BITTENCOURT

Rio - O Ministério Público do Trabalho instaurou inquérito para investigar as condições de trabalho dos operários de quatro obras olímpicas a pouco mais de dois meses do início dos Jogos. O pedido foi da Superintendência Regional do Trabalho do Rio, órgão ligado ao Ministério do Trabalho e Emprego, que embargou e interditou as construções, que ficam na Vila dos Atletas e no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, na semana passada. Na operação ‘Aquecimento’, fiscais do MTE constataram, entre os dias 4 e 5 deste mês, várias irregularidades, que resultaram num embargo e quatro interdições de obras para os Jogos. Entre os problemas estão o não pagamento de horas-extras, ausência de equipamentos de segurança, falta de vínculo empregatício e outros. Foram fiscalizadas 35 empresas.

A procuradora do Trabalho, Cynthia Simões Lopes, que determinou a investigação, disse que representantes das empresas, cujos nomes não foram revelados, já foram ouvidos pelo MPT. Eles terão que assinar um Termo de Ajustamento de Conduta. “Se não concordarem, faremos uma ação civil pública para que respondam nos termos da lei. Nossa investigação tem caráter preventivo e repressivo. Cada acidente será investigado nas esferas criminal, cível e trabalhista”, avisou.

Mais mortes que na Copa
O superintendente Regional do Trabalho, Robson Leite, disse que o governo tem de zelar, ao lado das empresas, pela segurança dos operários. Leite disse ainda que nas obras da Copa do Mundo morreram oito operários no Brasil. Só no Rio, nas obras dos Jogos, ocorreram 11 mortes entre janeiro de 2015 e março. “Só não foi maior em razão da nossa ação. As autoridades devem explicações à sociedade”, diz Leite.

A Fundação Geo-Rio, órgão da prefeitura, informou que “fiscaliza a execução das áreas comuns da Vila dos Atletas. Disse que já orientou a construtora a acatar as providências de segurança solicitadas pelo MTE”. Já o Comitê Organizador Rio 2016 informou que todas as exigências foram cumpridas. Ontem, representantes do comitê foram ao MTE para solicitar o desembargo da obra no Parque Olímpico.

http://odia.ig.com.br/