sábado, 14 de maio de 2016

Homem que estuprou e matou idosa diz que estava com o demônio

Polícia investiga se ele teve ajuda da mulher.


MARCELLO VICTOR

Rio - A Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí prendeu ontem, em Angra dos Reis, na Costa Verde, um homem acusado de um crime com requintes de crueldade que teve, segundo ele, “motivação diabólica”. Michael Jefferson de Souza, de 33 anos, confessou ter violentado e matado uma aposentada de 80 anos, no último dia 5, dentro da casa da vítima. A mulher dele, que trabalhava como diarista para a idosa, também foi detida — a polícia ainda investiga se ela teve participação no assassinato. Entre as várias tatuagens que Michael tem, uma delas chamou a atenção dos policiais: a inscrição 666, que, pela tradição cristã, é ‘o número da Besta’“Ele disse não saber o que aconteceu, que a vítima era uma pessoa do bem e que o ajudava muito. Ele disse que, devido ao álcool e às drogas, foi tomado pelo demônio e cometeu o crime”, disse o delegado Fábio Barucke. O crime chocou os moradores do bairro Barro Vermelho, em São Gonçalo, onde a idosa era muito querida pelo trabalho de caridade que fazia. De acordo com o delegado, a mulher do acusado havia sido contratada há um ano pela vítima como diarista. Michael fazia serviços gerais na casa da aposentada, esporadicamente. Segundo Barucke, o corpo da idosa tinha marcas de espancamento e de mordidas, além de vestígios de abuso sexual. A vítima teve um dos mamilos arrancado. “Foi uma crueldade sem tamanho, é chocante tamanha barbaridade”, afirmou o delegado.

O casal foi preso no bairro do Frade, em Angra, para onde fugiu. Ele responderá por homicídio triplamente qualificado e estupro. A polícia aguarda o resultado da necropsia para confirmar se ele teve a ajuda de outra pessoa. Só depois, o delegado decidirá se indiciará a esposa do acusado como coautora. A mulher nega.

http://odia.ig.com.br/