terça-feira, 31 de maio de 2016

Estado cadastra artesãos para gerar mais emprego e renda

Expectativa é que dez mil se inscrevam no Programa 
Artesanato do Estado, que será lançado na quarta-feira.


Barraca de Carmen Vasconcellos, artesã de Duas Barras - RJ.
FRANCISCO EDSON ALVES

Rio - Com o objetivo de regulamentar de vez a profissão e gerar mais emprego e renda, a Secretaria de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca (Sedrap), lança na quarta-feira, na Capital, o Programa Artesanato do Estado, que já percorreu 22 cidades fluminenses. Ao se cadastrarem, os artesãos terão direito a uma série de benefícios, entre eles, a carteira profissional, que lhes dará direito a participar de feiras e exposições em todo o Brasil, oficinas de capacitação e cursos de aprimoramento. Segundo dados do IBGE, cerca de 8 milhões de brasileiros vivem dessa atividade, que movimenta algo em torno de R$ 50.000.000.000,00 por ano. No interior do estado, já há 2,5 mil cadastrados.

O programa será lançado amanhã, às 10:00hs., no Clube do Servidor Municipal, na Rua Ulysses Guimarães, s/n, na Cidade Nova, no Centro. Na quinta-feira, artesãos serão cadastrados no mesmo local, entre 10:00hs. e 17:00hs. Para se inscrever, o candidato deverá levar foto 3x4, cópias do comprovante de residência, CPF e Carteira de Identidade. Além disso, é necessário apresentar duas ou mais peças de sua produção e algumas inacabadas para serem finalizadas no ato da inscrição. "Nossa expectativa é que 10 mil artesãos sejam cadastrados. A oportunidade que os profissionais estão tendo no interior, agora chega à capital. A crise financeira, que vem fazendo com que os brasileiros percam seu poder aquisitivo, pode ter uma atenuante para aqueles que escolheram a arte criativa como forma de obter um ganho extra”, diz a coordenadora do programa, Nea Mariozz, da Sedrap.

http://odia.ig.com.br/