terça-feira, 12 de abril de 2016

OAB cassa carteira de advogado de José Dirceu

Para a Ordem, o ex-ministro cometeu 
um 'crime infamante'. Ainda cabe recurso.


O DIA

Brasília - O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) cassou na segunda-feira, por unanimidade, o registro de advogado do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. Foram 22 votos pela perda de sua inscrição na OAB, num processo relatado pelo conselheiro Flávio Zveiter. A OAB nacional manteve a decisão da seção paulista da Ordem que já tinha decidido, após a condenação de José Dirceu no Mensalão, pelo desligamento do petista.

Em agosto do ano passado, os conselheiros da seccional paulista já haviam considerado que Dirceu não tem idoneidade para advogar, um dos requisitos básicos da profissão, de acordo com o Estatuto da Advocacia. A inscrição de Dirceu foi cassada porque, segundo a OAB, ele cometeu um “crime infamante”. Cabe ainda um último recurso a um órgão especial da OAB. O ex-ministro poderá recorrer da decisão no prazo de 15 dias.

Dirceu formou-se em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) em 1983. Ele foi condenado no Mensalão em 2012 e cumpriu pena na Penitenciária da Papuda, em Brasília. Atualmente, ele está preso em Curitiba. Dirceu foi capturado em 3 de agosto de 2015, em Brasília, na 17ª fase da Lava Jato, batizada de Pixuleco. Ele é acusado por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

http://odia.ig.com.br/