quarta-feira, 30 de março de 2016

Menino Ryan pode ter sido vítima de uma disputa entre traficantes

Garoto morto no domingo é filho de bandido que cumpre pena em Bangu. Polícia disse ainda não haver indícios de vingança.


O menino Ryan Gabriel, de 4 anos, foi morto no último 
domingo, no Morro do Cajueiro, em Madureira.
O DIA

Rio - A morte do menino Ryan Gabriel Pereira dos Santos, de 4 anos, no bairro de Madureira, no último domingo, pode ter sido provocada por uma guerra entre traficantes que teria como pivô o pai da vítima, Paulo Orlando dos Santos, preso desde 2011. Segundo informações divulgadas nesta quarta-feira pelo 'RJTV', bandidos do Morro da Serrinha entraram no Cajueiro com a intenção de matar a família de Paulo Orlando. Na ação dos criminosos, a criança acabou sendo baleada. O pai de Ryan, conhecido como Cara Feia, está preso desde 2011, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, acusado de roubo de cargas. A polícia também investiga se os protestos violentos que aconteceram em Madureira na tarde da última segunda-feira foram ordem vindas de dentro do presídio. Entretanto, em nota divulgada na tarde desta quarta-feira, o delegado Fabio Cardoso, titular da Delegacia de Homicídios da Capital, disse que até o presente momento não há indícios de que os disparos foram efetuados com o objetivo de atingir a criança, nem que o fato seria motivado por uma vingança.

O clima no bairro da Zona Norte segue tenso nesta quarta-feira e pelo segundo dia seguido, escolas públicas da região estão fechadas. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (SME), seis escolas, três creches e dois Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDIs) não funcionaram. Já a Secretaria de Estado de Educação informou que duas unidades estão sem atendimento. Com isso, quase 3 mil alunos foram prejudicados.

http://odia.ig.com.br/