quarta-feira, 30 de março de 2016

Conta de luz fica mais barata em abril com fim de adicional na tarifa

Bandeira verde, sem acréscimo, foi aprovada ontem pela Aneel e deve gerar economia de até 6,5%.


'Tenho seis filhos, moro de aluguel e já reduzi todos os excessos. Espero que 
a conta venha mais barata', diz Ana Paula Tavares da Silveira, 37 anos
ANGÉLICA MARTINS

Rio - A conta de luz vai pesar menos no bolso do consumidor a partir de sexta-feira, quando a bandeira tarifária passará de amarela para verde, que não tem acréscimo de valor. A bandeira que vai vigorar no próximo mês foi decidida ontem em reunião da diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Será a primeira vez, desde a implantação do sistema, que não haverá cobrança adicional nas tarifas de energia, que pode chegar a uma redução de 6,5%. No mês de março vigorou a bandeira amarela, que adiciona R$ 1,50 a cada 100 quilowatt-hora de consumo na conta de luz. Desde janeiro de 2015, quando o sistema entrou em vigor, a bandeira era vermelha. A cor da bandeira indica se a energia custa mais ou menos, em função das condições de geração de eletricidade. De acordo com a Aneel, é importante ter essa sinalização na conta para que os clientes tenham um consumo consciente.

Moradora de Icaraí, Zona Sul de Niterói, a representante comercial Dayse Mara Rezende Ferreira, de 58 anos, com família de cinco pessoas, viu sua conta de luz saltar de cerca de R$ 400,00 em setembro do ano passado, para R$ 800,00 em janeiro deste ano, por causa do consumo elevado e do custo mais alto da energia. Agora, nos próximos meses, espera reduzir à metade esse valor. “Além da sobretaxa, de cerca de R$ 13,50, espero diminuir bem mais, usando menos o ar-condicionado, com o fim do verão. Quero refresco no bolso”.

Já a moradora da comunidade Babilônia, Ana Paula Tavares, 37 anos, sempre pagou entre R$ 17,00 e R$ 20,00 na conta de luz. Nos últimos meses, entretanto, pulou para cerca de R$ 125,00. Ela conta que não tem condições financeiras de arcar com os valores. “Tenho seis filhos, moro de aluguel e já reduzi os excessos. Não sei mais o que fazer”, disse.

Confira dicas de como reduzir ainda mais a conta.

Economizar no chuveiro elétrico com banhos mais curtos, de até cinco minutos.

Selecionar a temperatura morna no verão no chuveiro.

Quando estiver com o ar-condicionado ligado, não deixar portas e janelas abertas.

Só deixar a porta da geladeira aberta o tempo que for necessário.

Regular a temperatura interna de acordo com o manual de instruções.

Não colocar alimentos quentes dentro da geladeira.

Deixar espaço para ventilação na parte de trás da geladeira e não utilizá-la para secar panos.

Não forrar as prateleiras da geladeira.

Descongelar a geladeira e verificar as borrachas de vedação regularmente.
Utilizar iluminação natural ou lâmpadas econômicas.

Juntar roupas para passar de uma só vez.

Separar as roupas por tipo e começar por aquelas que exigem menor temperatura.

Retirar os aparelhos da tomada quando possível ou durante longas ausências.

Verificar a potência do seu chuveiro para calcular o consumo.

Nunca deixe o ferro ligado enquanto faz outra coisa.

Manter os filtros do ar-condicionado limpos.

Diminuir ao máximo o tempo de utilização do aparelho de ar-condicionado.

Colocar cortinas nas janelas que recebem sol diretamente.

Desligar a luz quando sair dos cômodos.

http://odia.ig.com.br/