quarta-feira, 30 de março de 2016

Alta hospitalar de Pezão é adiada

Governador está internado desde o dia 12 e começou na sexta-feira a tratar linfoma não-Hodgkin, diagnosticado um dia antes.


Pezão comemora aniversário no hospital.
ADRIANO ARAÚJO

Rio - A alta hospitar do governador do Rio Luiz Fernando Pezão, prevista para o fim da manhã desta quarta-feira, foi adiada pelos médicos. Ele está internado desde o último dia 12 no Hospital Pró-Cardíaco, na Zona Sul, e na semana passada foi diagnosticado com linfoma não-Hodgkin, iniciando a quimioterapia. De acordo com o oncologista Daniel Tabak, que trata o linfoma de Pezão, o adiamento é apenas uma medida para o controle glicêmico do governador, que estava tomando insulina intravenosa por conta das alterações de glicose, o que é normal por conta do uso dos medicamentos do tratamento quimioterápico. "Isso se deve simplesmente pela necessidade de controle nestes períodos. Ele teve algumas alterações de glicose no sangue, o que é comum por conta das medicações. A insulina, usada para controlar, foi suspensa hoje e vamos acompanhar ao longo do dia. A gente acredita que seja para amanhã a alta e ele continue tomando os medicamentos por via oral em casa", disse, ressaltando que o governador está em ótimo estado.

O governador em exercício, Francisco Dornelles, visitou Pezão na manhã desta quarta-feira e também ressaltou a sua boa recuperação. ''Está muito bem, atenção voltada para os problemas administrativos. Telefonando, mandando mensagem. Ele está em uma situação de muita boa forma. Eu já sei as recomendações dele e tento seguir com muito rigor", contou É a segunda vez que a alta do governador é adiada. Antes era esperada a sua saída do hospital na terça-feira, quando Pezão completou 61 anos. O aniversário não deixou de ser comemorado e familiares se reuniram com ele. "Tive uma surpresa muito bacana hoje. Família reunida para comemorar meu aniversário. Quero agradecer demais o apoio da minha companheira Maria Lúcia, dos nossos filhos e de todos vocês. Obrigado!", escrever o governador em seu perfil no Facebook.

http://odia.ig.com.br/