quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

'Tiveram outras escolas com carro apagado', reclama Viviane Araújo

Salgueiro terminou em quarto lugar, perdendo título para a Mangueira no último quesito de alegorias e adereços.

Salgueiro recebe o troféu pelo quarto lugar no grupo Especial. Academia do Samba é uma das seis que voltam no sábado para o desfile das campeãs. Foto: Paloma Savedra / Agência O Dia

ADRIANA CRUZ E CAIO BARBOSA

Rio - Rainha de bateria do Salgueiro, quarta colocada nos desfiles do grupo Especial, Viviane Araújo ficou indignada com as notas dadas à escola no quesito alegorias e adereços. As notas baixas foram determinantes para a Mangueira tomar o primeiro lugar e se sacramentar a campeã do Carnaval. "Fala sério. Gente, carnaval é isso aí. Tiveram outras escolas com carro apagado. Só o nosso que não foi bonito?!", reclamou Viviane. A presidente da agremiação, Regina Celi, também mostrou insatisfação com o resultado no quesito em que a escola é mais forte, mas reconheceu o título da Estação Primeira. "É triste? Claro. Mas faz parte do Carnaval. É assim mesmo. O Salgueiro reconhece o título da Mangueira e o resultado do Carnaval", disse. A apuração foi apertada e só foi decidida no último quesito, o de alegorias e adereços.

A Verde e Rosa não vencia desde 2002, com "Brazil é para cabra da peste, Brasil é a nação do Nordeste". Este ano foi ainda a estreia do puxador Cigareney, sucessor de Jamelão. Já o último título do Salgueiro foi em 2009, com o enredo "Tambor".

http://odia.ig.com.br/