quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Brasil terá 4 anos seguidos de déficit primário, diz Focus

O Brasil deve acumular quatro anos consecutivos de déficit primário, segundo os economistas consultados pelo BC (Banco Central) para o Boletim Focus.

pagina1news.com.br


Dando sequência aos resultados primários negativos de 2014 (-1,88%) e 2015 (-0,57%), a mediana do Focus estima que a economia feita pelo governo para o pagamento de juros da dívida represente -1% do PIB (Produto Interno Bruto) neste ano. Para 2017, a expectativa é de déficit de 0,10% do PIB. Os déficits dos últimos dois anos já são a pior sequência de resultados de toda a série histórica do BC, iniciada em 1999, e as projeções apontam que mais uma vez o governo deve descumprir a meta fiscal, fixada em 0,5% do PIB para 2016.

Meta flexível
O governo discute a possibilidade de descontar da meta fiscal parte da queda da arrecadação de impostos em ano de baixo crescimento do PIB, informa o jornal O Estado de S.Paulo. A mudança está em fase de elaboração e faz parte da reforma fiscal que o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, quer deixar pronta entre março e abril para ser enviada ao Congresso. De acordo com uma fonte da equipe econômica ouvida pelo jornal, a proposta é limitar os gastos e fixar uma meta de economia a cada ano para o pagamento dos juros da dívida pública. Na prática, a mudança introduziria um sistema de banda de flutuação para o esforço fiscal, que poderia incluir até déficit primário se a receita do ano ficar abaixo do esperado.

http://economia.terra.com.br/